Google Maps irá disponibilizar nova função

Fonte: Pixabay Após mais de dois anos de testes, o Google Maps finalmente irá lançar uma nova função, através da qual os motoristas serão informados sobre qual é o limite de velocidade das vias em que transitam, e também se existem radares de velocidade no percurso, o que poderá evitar as temidas multas por excesso de velocidade. Desde 2016, o Google já estava testando o envio de alertas sobre radares aos seus usuários em duas cidades do mundo, São Francisco e Rio de Janeiro, e a partir de agora, essa função começará a ser liberada em um grupo selecionado de países, incluindo Estados Unidos, Brasil, Reino Unido, México, Índia, Rússia, Canadá e Austrália. A função do alerta sobre o limite de velocidade, por sua vez, já está sendo liberada nos Estados Unidos, na Dinamarca e no Reino Unido, segundo informações do site AndroidPolice, que é especializado em notícias relacionadas ao sistema operacional Android. O site ainda destacou que essa funcionalidade irá emitir notificações sonoras sobre o limite de velocidade e a aproximação de radares.

Como essa função poderá ser acessada

Segundo a imprensa internacional, nos países em que as funções já estão sendo liberadas, as mesmas estarão disponíveis já na próxima atualização do Google Maps para os sistemas Android e iOS em dispositivos móveis. A versão para desktop ainda não possui previsão de ser disponibilizada aos usuários. Essas novas informações sobre os radares e os limites de velocidade irão aparecer no canto inferior do aplicativo, de uma forma bastante visível e orgânica, combinando com As funções prometem ser bastante úteis para os motoristas que frequentam estradas e vias que não são bem sinalizadas, e também nos locais em que a fiscalização eletrônica está escondida, algo comum em várias regiões do Brasil.

Vantagens da nova funcionalidade do Google

A atualização do Google surge em um momento em que diversos países, não apenas o Brasil, estão adotando regras e medidas mais rigorosas para monitorar o trânsito, como leis que proíbem o uso do celular enquanto se está dirigindo. Apesar de ser difícil controlar a vontade de mexer no celular, navegar na internet e jogar jogos de cassino online atrás do volante, essa medida é necessária para manter a segurança dos motoristas e dos pedestres. Enquanto alguns podem interpretar as novas funções do Maps como uma forma de driblar o sistema, a verdade é que elas podem ter um papel muito importante para instruir os motoristas sobre informações que não estão devidamente sinalizadas e ainda reduzir os altos índices de multas por excesso de velocidade. Atualmente, ao dirigir em uma velocidade entre 20 e 50% acima do limite estabelecido, a multa é de cerca de R$ 200,00, sendo considerada uma infração grave e que ainda resulta na perda de 5 pontos na CNH. Já quando o excesso de velocidade ultrapassa 50% da máxima da via, a infração é gravíssima, o que causa a suspensão do direito de dirigir e uma multa de quase R$ 900,00.

Waze e Garmin também oferecem aplicações similares

Outros aplicativos de navegação por GPS, como o Waze e o Garmin, já ofereciam funcionalidades similares há algum tempo, o que levou os usuários do Google Maps a pressionarem a empresa pela adição dessas funções ao longo dos últimos anos, especialmente pelo fato do Google ter adquirido a desenvolvedora Waze em 2013, pelo montante de US$ 1 bilhão. Na época da compra, um comunicado oficial do Google destacou que a equipe de desenvolvimento do Waze seria mantida, e que o objetivo era melhorar o Google Maps com a adição dos excelentes recursos de atualização de tráfego obtidos em tempo real pelo Waze, e também aprimorar o Waze através das ferramentas de busca de última geração do Google. A explicação por trás da demora do Google em adotar essa funcionalidade se deve principalmente pelo fato de que, apesar de pertencerem a mesma corporação, o Google Maps e o Waze sempre tiveram propostas ligeiramente diferentes. Enquanto o Maps funciona melhor para os usuários que estão explorando uma determinada área andando, o Waze se estabeleceu como a escolha favorita dos motoristas, com funções específicas para isso. Entretanto, a demanda dos usuários pela incorporação dessa funcionalidade no Maps pode ter sido o diferencial para que o Google tomasse a decisão de adicioná-la. Apesar da grande popularidade do Waze, o Google Maps continua sendo a aplicação mais presente nos celulares e dispositivos móveis, sendo assim, essas novas funções certamente irão fazer a diferença para os usuários que utilizam somente esse aplicativo.
Categorias: Diversas
Apostas online aumentam 20% ... É preciso ter uma ...